quarta-feira, 30 de março de 2011

Sem pretexto

O The New York Times publicou muito recentemente um artigo acerca do fenómeno de revitalização do fado em Portugal. Depois da candidatura do nosso fado a Património Imaterial da Humanidade junto da UNESCO, toda a visibilidade é bem-vinda!
E já que falamos de fado, porque não ouvi-lo? Sem que para tal se necessite de qualquer pretexto.



Mariza, Há Uma Música do Povo
Poema: Fernando Pessoa | Composição: Mário Pacheco

Há uma música do Povo,
Nem sei dizer se é um Fado
Que ouvindo-a há um ritmo novo
No ser que tenho guardado
Ouvindo-a sou quem seria
Se desejar fosse ser
É uma simples melodia
Das que se aprendem a viver
Mas é tão consoladora
A vaga e triste canção
Que a minha alma já não chora
Nem eu tenho coração
Sou uma emoção estrangeira,
Um erro de sonho ido
Canto de qualquer maneira
E acabo com um sentido!

11 comentários:

  1. Humm, que linda música!
    Estou ouvindo com um fone de ouvido para ouvir num volume mais alto (a essa hora da noite), e me despertou um sentimento profundo... saudade talvez... nostalgia... me perdendo nesses versos...
    O fado não explica tudo, mas creio que cada um de nós nasce com uma costela de melancolia e tristeza.

    #Beijinhos do lado de cá,
    Cris

    ResponderEliminar
  2. A Mariza canta mesmo o fado!
    Muito lindo este poema e a conjugação da sua voz torna-o soberbo. Acho que merecemos este reconhecimento... poderia ser um pouco de massagem no nosso ego que tão bem precisa, actualmente. Boa iniciativa Sara.
    bjs

    ResponderEliminar
  3. E são uma emoção e linguagem universais, ou não fosse a Mariza capaz de comover plateias do mundo inteiro. É, pois, a grandeza do fado, que ela tão bem representa. Viva o fado! :)

    ResponderEliminar
  4. Lindo post! :-) Como sabes, sou uma grande apreciadora de Fado e desta nova geracao! :-)
    Aparece no meu blog! Presentinho para ti!

    ResponderEliminar
  5. Gosto da nova fase (desde há uns anos...) do fado!
    Passou da fase da coitadinha, para nos dizer e fazer pensar!

    ResponderEliminar
  6. Oi Sara
    É sempre muito bom ouvir música portuguesa com esse sotaque tão especial.
    O fado tem uma melodia linda e remete a todas as saudades seja da família ou dos amores .
    Fico meio melnacólica ,mas me agrada!
    obrigada por partilhar .
    Me apaixonei pelo fado rsrs vou ouvir mais vezes.

    abraço

    ResponderEliminar
  7. Gosto muito da Mariza e de fado. Desta nova geração é a minha preferida!
    A postura, a apresentação e a interpretação em palco são realizadas com grande profissionalismo e sentimento.
    Abraço! :)

    ResponderEliminar
  8. Belíssimo! E a Beleza deve ser património da humanidade, onde quer que ela se manifeste!

    ResponderEliminar
  9. Gosto muito de fado!
    Venho agradecer a visita! ::))

    Abraço

    ResponderEliminar
  10. E é verdade.
    Sobretudo através de vozes femininas.
    Claro que o fenómeno Camané é relevante.
    Felizmente não é o Fado no modelo lamecha.
    As letras são boas; as vozes são poderosas, seguras e cheias de convicção.
    Ainda bem.
    Boa noite, Sara

    ResponderEliminar
  11. Quantas coisas me inspira Mariza!...
    Gosto!!!
    Compro tudo o que faz, está bem feito!

    Adoro o Fado, e desde longe é quando sinto mais forte esse som... amarra-me a ele, às raízes.

    Cantar os cantos de Pessoa não é fácil, não é poesia pro fado, mas ela superou bem a prova.

    Um grande abraço, querida amiga

    ResponderEliminar